ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

LABAREDAS - POEMA


LABAREDAS

Espero-te!

Meu corpo arde em chamas

muito além do suportável...

A saudade de ti

invade-me com imensurável loucura!

Volte, como sempre:

Poderosa, alucinada, insana...

Quero os teus beijos, teu colo, teu cheiro, teus desejos.

Venha com toda a tua excitação...

em busca do amor...

queimando de paixão.

Roberto Pinheiro Acruche

IGUAL A UM RIO - POEMA

IGUAL A UM RIO

Vou correndo de mansinho,
todos os dias sem parar
é a luta pela sobrevivência.
Pois estou sempre a trabalhar.

Andando a pé ou de ônibus
faça sol ou faça frio,
caminho sempre com pressa.
Igual as águas de um rio.

Não posso ficar parada
mas as vezes fico a pensar.
Não tenho encontro marcado
como o do rio com o mar.

Meus afazeres são tantos
mas não desespero, chorando.
Só caminho como um rio
feliz e cantarolando.

Maria Berenice de Azeredo dos Santos

FESTA SURPRESA PARA ROBERTO ACRUCHE

No bolo uma das belas Trovas de autoria de Roberto Acruche















Amigos e familiares








































Membros da Academia Pedralva Letras e Artes organizaram em sua sede no Palácio da Cultura em Campos dos Goytacazes-RJ, festa surpresa comemorativa ao aniversário de Roberto Acruche.






































Parabéns é muito pouco...
eu quero mais muito mais
porque neste mundo louco
ser feliz é bom demais!

Hoje é festa em São Francisco,
um dia comemorado...
mas no seu niver, me arisco,
tinha é de ser feriado!


FLORI FERNANDES PERES-

Amigo Roberto você que está sempre pronto a desviar-se do seu caminho para dar uma mão a alguém que precise, sempre disponível para trabalhar mais ou ajudar a "desenrascar" qualquer coisa que precise de ser feita... e bem feita! Pois o que sai das suas mãos e da sua criatividade é sempre bom e belo...
Como pessoa e como Amigo é do melhor que há e é por isso que daqui lhe mandamos um abraço ENORME e os nossos desejos de que o seu aniversário lhe traga Saúde, Felicidade e a Realização pessoal e Espiritual que vc merece, Parabéns

Renato Chagas

Parabéns!!

Agradeço a Deus pelo prolongar da existência de um ser de inestimáveis valores morais e humanos...

Que Deus possa derramar uma chuva de benção na sua vida!


José Ouverney

Saudando esse irmão de rima,
deixo que a emoção me puxe
e, em nome da velha estima,
abraço Roberto Acruche!

Parabéns, companheiro de sonhos e irmão de estrada! Abraço festivo



Homenagem ao Amigo

Roberto Acruche

Neiva Fernandes

Hoje é seu aniversário

e nós ganhamos presente,

esse amigo extraordinário

que vive sempre contente.

Roberto, você é luz

na vida de quem o ama;

o seu amor que conduz,

perdoa e jamais reclama.

Agradeço sempre a Deus

por ter a sua amizade

que amplia nos dias meus

o amor e a felicidade.

Deus lhe dê, querido amigo,

a paz que você deseja

e que seja o seu abrigo

e o ilumine e proteja.



ACRUCHE

Gleyde Costa

Você meu amigo querido

tem toda minha admiração

por tudo que você escreve

por sua dedicação.

Hoje eu estou aqui

para lhe dar parabéns

pelo seu aniversário,

por ser um homem de bem.

Também lhe parabenizo

por esta família linda,

sua esposa tão amiga

que entre nós, será sempre bem vinda.

Meu querido amigo,

o nosso Café Literário

não teria o mesmo brilho

sem você no seu cenário.

Feliz Aniversário Roberto Acruche

Vitória Rangel França


Ter amigo é gostoso!

Ontem foi o dia do amigo.

Hoje é seu aniversário

E comemoramos contigo!

É divertida uma festa,

Se para o aniversariante é surpresa.

Ele comovido recebe os convidados

E na festa tudo se torna beleza.

Peço para você amigo Acruche

E para todos que aqui estão

Que Deus nos ilumine sempre

E haja alegria em nosso coração.

É sempre gratificante

Com alguém compartilhar

Os seus momentos de glória

Com paz e harmonia em seu lar!


Saudação a Roberto Acruche

Sueli Maria Vasconcelos de Azevedo Petrucci

Presidente da Academia Pedralva Letras e Artes.

Sempre que vou cumprimentar, parabenizar, festejar um amigo, tenho certeza que tarefa fácil não terei. Mais ainda quando esse amigo é um poeta e dos bons, a tarefa é ainda mais difícil, exige sensibilidade maior, e mesmo sabendo que não alcançarei seu talento poético, eu tento.

Esse amigo que hoje festejamos é para mim deveras especial, pois somos filhos da mesma terra, terra de gente intensa, terra abençoada e farta, e irrigada pelo Rio Paraíba do Sul, onde o pôr do sol é infinito e distinto, destino traçado de um verbo imperativo chamado gente. Gente temida e destemida, onde lei é chamada trabalho, terra de pontes, lendas, pescadores, conhaques, carolas, carteados e bebedeiras, mas que em qualquer estação, sob o aplauso sorridente, descaradamente brilhante, uma Lua nascida sob as bênçãos da Penha, sanjoanense, transcende as águas turvas de um gigante e maltratado Rio, em um espelho de cristal.

E foi assim que o poeta declarou-se à sua terra... “Eu sabia que te amava! Só não sabia que era tanto. E quando cheguei e pude ver-te outra vez, aí foi que meu pranto revelou o tanto que eu não sabia...” Nessa viagem ele se transporta e vai poetizando seus sonhos, pois “...são imagens tão bonitas que não podem ser ditas sem que o peito sinta o choque da emoção...” “...e mesmo estando distante, não a esqueço, um só instante, está esculpida na memória.”

Embora tenha construído, a “Arca dos Sonhos”, vivido o “Amor Eterno”, mesmo com ... “Destino Cruel...” sorveu “... A Última Gota...” e disse: “Beija-me...” como que um náufrago desejou voltar para o seu refúgio, que ele chama de “... A Nossa Casinha...” , talvez lembrando do “...Fogo de Paixão...”, então desperta e continua o passeio por sua terra descrevendo de forma magnífica cada passo “...caminhei por tuas ruas e chorei em cada uma delas. Olhei cada praça, cada igreja, cada canto... Parei em cada esquina... Em cada uma deixei meu pranto... E quando sentiu as lágrimas quentes desse pranto rolarem, pensou.” ... “Quantas lembranças trago do mar, das pescarias, das festas da Penha, de muitos dias de alegria...”

Quando enfim de volta ao presente, desafiou-o uma conversa com alguém que estava todo o tempo junto dele e de forma corajosa puxou a cadeira e disse, vem cá “Meu Espelho...” “...Não é o passado que me assusta... é o presente! ... Esse presente sem prorrogação, motivação, sem meios de recuperação para efetivação de tantos sonhos que ainda vivo sonhando...”

Amigo, desejo que continue sonhando muito e por muito tempo. Só assim você vai continuar poetizando cada vez mais e, por favor, esqueça a “...Desventura...”, a “...Ausência...”, as ...Brumas da Velhice...”, o “...Descompasso...” e os “... Olhos Molhados...”

Parabéns!

Seja feliz, muito feliz.

21/07/2010.

Foi uma festa cheia de homenagens, com prununciamentos de amigos e acadêmicos, como: Agostinho Rodrigues, José Gurgel, Carlos Augusto Alencar, Thelmo Albernaz; a participação de Cantores e Cantoras: Geraldo Linhares; Geane; Gleyde, da amiga Maria Berenice, do amigo Capitão Gildo, entre tantos outros que foram homenageá-lo.

SONHOS


SONHOS

Quisera estar em seus sonhos de mulher

lhe dando tudo que deseja,

ser totalmente seu, de corpo e espírito;

vê-la sedenta de amor, bela e de alma leve.

Quisera ser o fogo que lhe aquece,

a água que lhe sacia e imerge,

a brisa que beija o seu rosto,

o seu chão, para que possas caminhar

segura e confiante, construindo nele

todos os seus caminhos.

Roberto Pinheiro Acruche

PRECE


PRECE

Senhor vos peço

Que eu seja forte como as ondas do mar.

Tranqüila como as águas de um riacho.

Simples e humilde como as crianças.

Que eu seja sempre ativa, como as formiguinhas incansáveis.

Que eu seja como as abelhas, as quais levam o doce mel a todos, eu também possa espalhar aos que me cercam, só palavras belas.

Que eu seja como os animais que apenas ouvem as injustiças, mas nada respondem.

Que eu seja como os vaga-lumes, brilhando sempre com o meu bom exemplo.

Que eu seja como um casulo, para que a transformação da minha vida para o melhor seja tão bela como o nascer de uma borboleta.

Que eu seja como o beija-flor, que vai a cada flor, que eu vá também e leve a cada coração aflito uma palavra amiga e de conforto.

Que eu seja como os passarinhos que levam a todos o seu canto, que eu ofereça sempre o meu sorriso, mesmo que em meu semblante pareça ter vontade de chorar.

Que eu seja como a Mãe Natureza espalhando ao mundo, só amor.

Que eu seja como o Sol, aquecendo as pessoas quando sentirem frio.

Que eu seja como a chuva que deixa as folhas tão verdinhas e viçosas.

Que eu leve a todos uma palavra de ânimo.

Que eu seja como as Estrelas e a Lua, que enfeitam o céu escuro com o seu brilho, e possa levar ao coração afastado da luz divina, uma palavra que possa trazê-lo de volta ao caminho certo.

Que eu seja como o Senhor Jesus levando ao coração amargurado, sempre palavras de paz e de consolo.

É assim que eu quero ser,

Senhor Jesus.

E posso.

Maria Berenice de Azeredo Santos

NÓS DOIS - POEMA


NÓS DOIS

Quando estamos juntos

sinto a minha’lma cantar,

todo meu corpo vibrar,

a emoção invadir todo o meu ser...

Quando estamos juntos

o mundo lá fora inexiste,

não há momento triste,

tudo é encanto, é prazer...

Realizo meus sonhos,

meus anseios,

viajo no paraíso do amor...

Quando estamos juntos

me perco em seus braços,

nos seus desejos,

sou totalmente seu

e sinto você totalmente minha,

loucamente minha

de mais ninguém.


Roberto Pinheiro Acruche

A ÚLTIMA GOTA - POEMA


A ÚLTIMA GOTA

Ela suspirou densamente

como se aspirasse

à última gota de oxigênio!

Fechou os olhos,

seus fascinantes olhos claros,

entregando-me os seus lábios

sedentos de amor!

E um beijo prolongado, selado, molhado,

irrigou os nossos corações

despertando ainda mais,

a paixão que nos envolvia.

No calor de nossos abraços,

fomos nos despindo de cada peça

que impediam o encontro de nossa pele.

Desnudos, e num trocar de carinhos

fomos devagarzinho

fazendo fluir a chama que nos aquecia.

Ardentemente nos entregávamos,

numa entrega sem pudor,

esbanjando amor

em cada pedacinho de nosso ser.

Os lençóis rolaram,

os travesseiros caíram,

a melodia que climatizava romanticamente

o ambiente, acabou

e só fomos perceber

que depois do prazer

adormecemos respirando o ar da felicidade.

Os nossos olhares se cruzaram,

nossos lábios murmuraram e

respiramos instintivamente

o ar do amor.

Eu, depois disso tudo,

aspirando lentamente o

aroma suave da flor,

que adormeceu entre meus braços,

suspirei densamente,

como se aspirasse

à última gota de oxigênio.

Roberto Pinheiro Acruche

PRECISO DE SEU PERDÃO - POEMA


PRECISO DO SEU PERDÃO

Sei que o que vou dizer é muito despojado
Mas conhecendo quanto é sublime
Sei que irás compreender.
Sei que este molambo pretexto
Não extrai de mim a responsabilidade
Mas vou aventurar na esperança
Que possas entender.
Se o meu gesto
Foi covarde, impetuoso, inconseqüente, cruel, injusto;
Malgrado foi o meu pecado
Em razão de um ciúme alucinado e incontido.
Sei que errei
E o grande culpado foi este amor idolatrado
Que sempre carreguei
Cravado bem dentro do peito.
Nesta hora, exatamente agora,
O meu coração chora...
Chora a sua ausência, a saudade,
A lembrança dos nossos momentos de ternura...
Sei que fui afoito, imponderado, pecador...
Mas pela imensidão desse amor
Suplico, imploro sua compaixão,
Conceda-me seu perdão,
Abra seu coração e deixe-me embrenhar-me
no seu peito
pois não haverá outro jeito
para libertar-me dessa padecida solidão.
Livra-me dessa amargura
Socorra-me
Por Deus...
Preciso do seu perdão.
Roberto P. Acruche

BELAS TROVAS SOBRE TROVAS

Carlos Guimarães Rosa

Fazer a Trova bem feita
não é segredo isso não...
Ama alguém e ela, perfeita,
brotará do coração...



De Adelmar Tavares, o "Rei da Trova"

Ó linda trova perfeita,
que nos dá tanto prazer,
tão fácil - depois de feita,
tão difícil de fazer.

De ANÍS MURAD!
Ah! trova com que me enleio...
Tens um gingado qualquer
que lembra esse bamboleio
do corpo de uma mulher...

De
J.G.DE ARAÚJO JORGE

Sejam felizes ou não
Cantando instantes diversos,
As trovas do coração,
são trevos de quatro versos.

Rico eu sou, mesmo sem ouro
E da riqueza, dou provas,
- eis aqui o meu tesouro:
Minha sacola de trovas.

Tão simples, as trovas são
Cantigas com que a alma expande
Tudo o que há no coração
Do poeta - um menino Grande.

Meu terço feito de trovas
Que em versos fico a compor,
Com ele rezo, e dou provas
Do meu culto ao teu amor!

De
ARCHIMINO LAPAGESSE

Para uma trova perfeita,
de sentimento profundo
ando fazendo a colheita
das dores todas do mundo!



Um motivo, na verdade,
levou-me a ser Trovador:
poder matar a saudade
fazendo Trovas de amor.
GILBERTO BARBALHO


Queria pôr numa Trova
todo o amor que a vida tem
e, com isto, dar-te prova
do quanto te quero bem
MARISOL


Há rosas em várias cores
e Trovas em tons diversos.
A rosa é a Trova das flores.
A Trova, a rosa dos versos.
OTAVIO VENTURELLI


Meus olhos ficam bem secos
em cada tristeza nova...
- Meu pranto vai para dentro
e sai em forma de Trova...
LUIZ OTÁVIO

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online