TEMOR OU FÉ

TEMOR OU FÉ
Pela vontade de Deus, estou vivendo
desempenhando essa minha missão;
ora cheio de esperança, querendo
viver mais, ora sem inspiração.

Esses momentos dúbios eu condescendo;
possivelmente não sejam em vão!
Ciência divina, que não compreendo;
provavelmente existe uma razão.

Temor, fé, será o que estou professando?
A vida ensina, sigo suplicando...
Pela paz, alegria e salvação.

Sigo enfrentando as minhas relutâncias!
Absorvendo as minhas inconstâncias...
Pelos pecados pedindo perdão.

                          Roberto Pinheiro Acruche

DESTE MODO






DESTE MODO



                    Ela disse assim:
                    Ame-me como te quero amar,
                    Se entregue a mim como
                    Desejo entregar-me a você,
                    Deixa-me te beijar
                    Matar essa sede
                    Que você me acende
                    E me deixa louca,
                    Esmaga-me em seus braços
                    Fortes, tantas vezes,
                    Até que meus suspiros
                    Se esgotem.
                    É assim que eu te quero!
                         Roberto Pinheiro Acruche

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online