ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

PRESIDENTE - ACADÊMICO ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE
FAZENDO A ABERTURA DA SESSÃO SOLENE DE ABERTURA DO ANO LITERÁRIO DE 2018 E POSSE DA NOVA DIRETORIA



 SECRETÁRIO - ACADÊMICO CARLOS AUGUSTO SOUTO DE ALENCAR - FAZENDO A APRESENTAÇÃO DO RESUMO.

SECRETÁRIO - ACADÊMICO CARLOS AUGUSTO SOUTO DE ALENCAR
Ilmo. Sr. Presidente da Academia Pedralva Letras e Artes, Roberto Pinheiro Acruche,................... apresento, a partir deste instante, um resumo das conquistas gloriosas e edificantes da gestão da Diretoria presidida por Roberto Pinheiro Acruche que se iniciou em fevereiro de dois mil e quinze e que ora se encerra. É preciso salientar que Roberto Pinheiro Acruche enfrentou momentos de grande dificuldade com as obras no Palácio da Cultura que fazem com que a Academia Pedralva de penda das instalações do Museu Histórico de Campos dos Goytacazes para manter minimamente suas atividades e, ainda assim, alcançou objetivos memoráveis que, certamente, serão eternamente lembrados por todos os pedralvenses. Passo agora a citá-los para os presentes.

Foi na gestão desta Diretoria presidida por Roberto Pinheiro Acruche que o representante da Academia Pedralva Letras e Artes conseguiu, junto a Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes através da então vereadora Maria Auxiliadora Freitas, que duas praças no bairro do Flamboyant recebessem nomes que remetem a cultura campista e a história de nossa Casa. Uma delas recebeu o nome de praça dos Trovadores em homenagem aos poetas trovadores de todo o Brasil mas, em especial, aos campistas, pois a Academia Pedralva foi a primeira Instituição em nossa região a apoiar esta forma poética através dos seus memoráveis Salões Campistas de Trovas. Com apoio da União Brasileira de Trovadores seção Campos dos Goytacazes, a época presidida por nossa confreira Neiva Fernandes, a Diretoria da Pedralva conseguiu que Campos dos Goytacazes tenha uma praça para receber os trovadores no evento dos Jogos Florais que ocorrem, anualmente, em nossa cidade. A referida praça recebeu placa indicativa de seu nome por ação da Academia Pedralva em evento de inauguração em que estava presente a professora Maria Auxiliadora Freitas, a atual presidente da União Brasileira de Trovadores Talita Batista e outras personalidades entre elas os componentes do Café Literário Antonio Roberto Fernandes. A outra praça do citado bairro, aliás, recebeu o nome deste nosso saudoso confrade e também recebeu placa de identificação presenteada pela Pedralva através do trabalho sempre eficiente e cuidadoso do nosso confrade Aldiney de Souza Sá. Também teve seu momento de inauguração com a presença de personalidades culturais e da família de Antônio Roberto Fernandes. Também foi por intermédio da então vereadora Auxiliadora Freitas que a Academia Pedralva, junto com a União Brasileira de Trovadores seção Campos dos Goytacazes, solicitou que o dia 17 de julho fosse considerado dia municipal da trova, o que foi aprovado pela Câmara de Vereadores.


O representante da Academia Pedralva no Conselho de Cultura do município de Campos dos Goytacazes indicou, no ano de dois mil e dezesseis, os nomes de José Florentino Salles, nosso confrade e valoroso ex-presidente, e de Antonio Roberto Kapi para receberem o prêmio Alberto Lamego, certamente o maior prêmio de reconhecimento cultural de nossa cidade. Estas indicações foram aprovadas por unanimidade no CONCULTURA.

Durante todo o mandato de Roberto Pinheiro Acruche foram realizados os Seminários culturais da Academia Pedralva Letras e Artes organizados e conduzidos por nosso brilhante acadêmico Marcelo Sampaio em que grandes nomes da cultura de Campos dos Goytacazes apresentam palestras e números musicais de altíssima qualidade para deleite de nosso frequentadores e para o debate, sempre democrático e sadio, sobre temas importantes para a cultura regional.

Ao longo do mandato da Diretoria que ora finda suas atividades a Academia Pedralva participou de dois festivais Doces Palavras levando livros de acadêmicos e realizando apresentações no espaço reservado a nossa Instituição. Nesses momentos sobressaem os trabalhos da diretora de eventos confreira Gleyde Costa e sempre do confrade Aldiney Sá, mas sempre com a participação e a ajuda de todos os confrades atuantes da Casa sem os quais nada poderia ser realizado. A Pedralva também participou de duas bienais neste período sendo que na última conseguiu quatro momentos de apresentação nas salas oficiais do evento, fato jamais alcançado em gestões anteriores. Uma palestra sobre o homenageado no evento, Waldir Pinto de Carvalho, feita por nossa confreira Walnize Carvalho com participação de nosso confrade José Gurgel, uma apresentação do Café Literário Antônio Roberto Fernandes, uma mesa de discussão sobre produção de poesia com os acadêmicos Herbson Freitas, Ronaldo Junior e Carlos Augusto e uma apresentação de jovens artistas de São Francisco do Itabapoana.

A Pedralva manteve, durante a gestão de Roberto Pinheiro Acruche, suas atividades de participação em eventos realizados em escolas. Sempre que convocada a Academia Pedralva comparece com vários acadêmicos em instituições de ensino, não importando o quão distantes ou de difícil acesso, geralmente com recursos próprios, apenas com objetivo de apoiar e incentivar o gosto pela cultura e pela arte em nosso município. Os acadêmicos fizeram palestras, foram jurados de concursos e participaram de atividades culturais junto aos jovens sempre com a humildade e a simpatia que distinguem nossa Instituição.

A Academia Pedralva sempre manteve as portas abertas para a participação de novos talentos. Assim como a Pedralva vai as escolas os alunos e professores também nos visitam e nos encantam. Poderíamos citar várias escolas que trouxeram aqui seus alunos mas, sem dúvida, o destaque maior é para o Grupo Gotta que veio em várias oportunidades a este recinto trazendo o talento de seus jovens. Destaco, neste momento, o trabalho do confrade Agostinho Rodrigues, sempre muito cioso da necessidade da Pedralva manter este tipo de intercâmbio.

A representação da Academia Pedralva no COPPAM conseguiu, por unanimidade de seus componentes, o tombamento como patrimônio cultural imaterial do município de Campos dos Goytacazes dos Jogos Florais e do Café Literário Antônio Roberto Fernandes. Desta forma a Academia Pedralva Letras e Artes oferece a estas manifestações culturais maiores condições para que as mesmas reivindiquem, em qualquer momento da História, condições para suas atuações pois passa a ser uma obrigação do município prestar apoio para que as mesmas jamais tenham extintas suas atividades. Nesse momento é preciso citar e agradecer ao auxílio de outro baluarte da cultura de nosso município e de nossa Pedralva o confrade Orávio de Campos Soares, além do nosso querido pedralvense Herbson Freitas.

Além daqueles que vieram nos Seminários Culturais a Pedralva recebeu outros palestrantes que trouxeram assuntos de relevância. Citamos aqui as palestras de nosso confrade José Gurgel e da acadêmica da nossa irmã Academia Campista de Letras a professora doutora Arlete Sendra que abrilhantaram nossas reuniões com a riqueza de seus conhecimentos e a oportunidade do debate sadio e sereno.

Finalizando este resumido relato das atividades da Diretoria presidida por Roberto Pinheiro Acruche é preciso registrar que tantas conquistas foram possíveis graças ao espírito democrático deste presidente que marca brilhantemente sua passagem no comando de nossa Pedralva. Graças a isto foi possível que as atividades da Diretoria seguissem de forma descentralizada mas sob sua supervisão. O presidente Roberto Pinheiro Acruche confiou, irrestritamente, nos diretores da Casa, o que permitiu uma grande otimização dos trabalhos da Casa trazendo grandes feitos para sua gestão e engrandecendo, ainda mais, a importância da Academia Pedralva Letras e Artes no cenário artístico e cultural de nossa região alcançando, até mesmo, projeção em nível nacional. A sabedoria de Roberto Pinheiro Acruche permitiu que a Pedralva atravessasse as dificuldades e alcançasse vitórias que honram sua História e a grandeza de seu nome. Roberto Pinheiro Acruche torna-se, assim, um dos grandes presidentes que administraram nossa Casa e um nome a ser reverenciado com o respeito inabalável daqueles que amam esta Instituição. Diante disto peço aplausos ao brilhante presidente Roberto Acruche e a sua dinâmica e competente Diretoria. Muito obrigado.


 ACEDÊMICO ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE SENDO CUMPRIMENTADO PELO SECRETÁRIO ACADÊMICO CARLOS AUGUSTO SOUTO DE ALENCAR - ENQUANTO A PLATEIA APALUDIA DE PÉ
PRESIDENTE - ACADÊMICO ROBERTO PINHEIRO ACRCUHE QUANDO FAZIA SEU DISCURSO DE ENCERRAMENTO DE SUA GESTÃO (2015/2018)

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online