ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO ACRUCHE SE EMOCIONA COM DEZENAS DE MENSAGENS RECEBIDAS

Roberto Acruche recebeu mais uma vez, dezenas de mensagens exaltando "TROVAS E POEMAS" produção literária de sua autoria, que está sendo distribuída para o Brasil inteiro, inclusive para o exterior. Entre tantas a do Grande Poeta, Trovador, Escritor e Professor Francisco Garcia - RN e da premiada Poetisa , Trovadora Vanda Queiroz-PR, Poeta e Trovador Jaime Pina - SP, Poeta, Trovador, Escritor, Professor A. A. de Assis - Maringá-PR e a Poetisa e Trovadora Dorothy Jansson Moretti -SP

Bom dia, nobre Mestre Roberto Acruche.
Confirmo com profunda alegria, o recebimento de mais um número deste informativo que já se tornou uma das nossas leituras preferidas, às primeiras horas das manhãs sertanejas, ainda a ouvir o canto de nossas sabiás despertando nossas lindas auroras. Felicito-o pela coragem e disposição na elaboração de um trabalho tão proveitoso em defesa de nossa cultura poética. É através do seu importantíssimo trabalho que temos a oportunidade de conhecer um pouquinho da inspiração de tantos irmãos poetas. vou encaminhá-lo para muitos amigos. Agradeço também pela divulgação de nosso DEBATE EM SETILHA AGALOPADA. Deixo um abraço fraternal extensivo a toda sua família e aos irmãos acadêmicos da PEDRALVA.Deixo também duas trovas de minha autoria:

A natureza resiste,
mas a tristeza do monte,
é enxugar o pranto triste
dos olhos tristes da fonte!


Quanto mais pedras transponho
na caminhada eu prossigo,
ninguém desiste de um sonho
seguindo Deus como eu sigo!

Abraços,
Prof. Garcia.


Grata, por mais esta edição do "TROVAS E POEMAS".
Merece um troféu à parte todo idealista que se dedica a manter viva a arte literária, todo aquele que tem o desprendimento de divulgar o trabalho alheio. Deus abençoe sempre o seu trabalho!
Vanda Queiroz.



Que bom, caro Roberto, que o Antônio Carlos, pra mim Kako, e para a
turma do Ibaté, o Careca, acabou fazendo uma ligação entre nós. A
maioria do pessoal da UBT com quem você se relaciona, é minha amiga.
E, hoje, ao abrir o Trovia do A.A.de Assis que você deve conhecer,
tive o prazer de ver uma linda trova sua. Assim o mundo vai cada vez
ficando mais pequeno e mais agradável. E, como também no seu caderno
encontrei uma trova minha, lá vão mais algumas trovas das minhas:
Tempo, cavalo indomável
que tento frear à toa.
Qual Pégaso... formidável...
quanto mais freio, mais voa!

É dor nisso... é dor naquilo...
Ó velhice!... que transtorno!
Mas, o pior, é o tal grilo
de aquilo virar adorno!

Vai, melênio! E que o oba-oba
cá desse mundo se encerre.
Já mudei! Eu sou arroba...
ponto com... ponto br.!

Um grande abraço. Jaime Pina -SP

Chegou, belíssimo, Trovas e Poemas n. 19.
Grato pela gentileza da remessa e pela divulgação de mais uma trova minha.
Abraço grande.
Assis -PR


Caro colega Acruche

Agradeço por suas Trovas e Poemas, tão belos e que nos fazem tanto bem!

Dorothy Jansson Moretti



Caro Poeta Roberto Acruche
Muito grata pelo Trovas e Poemas nº 19
Que Deus lhe inspire sempre lindas Trovas e Poemas para o nosso deleite espirtual.
Abraços meus e do meu esposo Julio a você e seus famíliares.
Roza de Oliveira - PR

Oi, fico honrada em receber sua amizade atraves dos poemas e trovas que aprecio muito!Siga em frente!!!!!!!!!!!!!!!!!!! E muitas felicidades!!!!!!!!!!!!!!!! de sua amiga aqui de Curitiba,Rosana.

REFÈM


REFÉM

Um pássaro na gaiola
Solitário cantante,
Com seu gorjeio vibrante
Encanta os que lhe escuta.

Tem asas, mas não voa
Desconhece os pomares
As árvores e suas ramagens
Sentenciado a viver sem um ninho.

Pobre passarinho
Não ver a beleza das flores
Refém do egoísmo de seus detentores
Que lhe retém por tosco prazer.

Como um artista sem aplausos
No seu teatro da vida
Só canta pela comida
Sem mais nada merecer.

Roberto Pinheiro Acruche

MÃOS


MÃOS

Ah! Maldita é a mão que te acaricia,
que te consola, a que te submetes.
Mau grada é a mão que te asfixia,
que te agride e que tanto te entristeces.

Minha mão que te pertenceu um dia,
que te mimava, jogava confetes...
Que te envolvia e que te protegia...
Não suporta os despeitos que refletes.

Quando vejo nos meus sonhos sofridos
tua imagem submetida a outro,
eu escutando os teus gemidos...

Que me martirizam e me deixam louco
e dentro do peito bem comprimidos,
ciúmes que me matam, pouco a pouco.

Roberto P. Acruche

DROGA


Droga...

Que prende
vicia
corrompe
desestrutura
amargura
destrói
corrói...
Idiota, burra!

Droga...
Que mata
fere
agride
violenta...
Nojenta!

Roberto P. Acruche

DIA DOS PAIS

Jesus Cristo... Jesus Cristo... Eu estou aqui!

Levando no peito a fé,
a esperança.
Agradecendo a Deus
a missão de ser Pai.


Amor maior que habita em minh’alma
santos são Teu caminho e Tua verdade,
livra-me do mal e salve a minh’alma,
perene seja a Tua glória e vontade.


Tu és o alimento santo de todos os dias,
o perdão do pecado original,
o vinho que sacia a minha sede,

o meu escudo contra todo o mal.

Provoque-me e tente-me com a Tua palavra, que esta tentação esteja sempre em mim,

não deixe o destino me apartar de Ti...


Que eu não ofenda e nem seja ofendido

que em cada ser encontre um amigo,

não sinta ódio por ninguém;

e que assim seja consecutivamente...

Amém!

Roberto Pinheiro Acruche




orkut recados


Meu pai, colono de raça,

desbravador do sertão,

não deixou busto na praça,

mas deixou marcas no chão!

(Pedro Ornellas /SP)

O barro de que fui feito,
em tempo que longe vai,
foi modelado com jeito
por bom oleiro; meu pai!
Alberto Pacco/PR

Pai, abençoa seu filho,
dê-lhe respeito e conforto,
o orvalho não perde o brilho
nas folhas de um galho torto!
(Campos Sales/SP)

Com minha alma enternecida,

confesso com todo amor;

eu tenho dois dons na vida:

ser “Pai” e ser “Trovador”!...

(Ademar Macedo/RN)


Louvai, amigos, louvai

a Deus, que nos emprestou

o lindo nome de Pai,

que Ele, ao criar-nos, criou!

A. A. de Assis/PR

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online