ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

DISCURSO DO ACADÊMICO CARLOS AUGUSTO SOUTO DE ALENCAR NA ABERTURA DA EXPOSIÇÃO LITERÁRIA DO POETA ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE NO PALÁCIO DA CULTURA

Acadêmico Carlos Augusto Souto de Alencar


























































Boa noite senhoras e senhores admiradores da poesia. É com muita honra e felicidade que assumi a grande responsabilidade de fazer um breve comentário sobre a obra de um dos maiores poetas da nossa região. Falo, obviamente, dessa grande personalidade e brilhante divulgador da literatura, o historiador, acadêmico pedralvense e membro da União Brasileira de Trovadores, Roberto Pinheiro Acruche.
Ter contato com a obra deste maravilhoso literato é desfrutar de sensações sublimes que nos carregam pelos caminhos mais substanciais da existência humana. Impressiona-me, de maneira definitiva, a fantástica capacidade de Roberto Pinheiro Acruche em tocar nossas almas com poemas que abordam temas diversificados utilizando uma escrita clara e, ao mesmo tempo, profundamente calcada na força de uma visão poética lírica e instigante.
Podemos perceber isso em poemas belíssimos como “Regresso”(que descreve a saudade com grande sutileza), “Arca dos Sonhos” (obra com forte teor reflexivo e existencial), “Beija-me” (poema que nos leva pelos caminhos poderosos da paixão) e “Degradação” (onde a preocupação com a questão ambiental é abordada com esmero), por mim citadas como exemplos para ilustrar a capacidade e o talento do meu amigo e confrade.
Roberto Acruche utiliza termos epistemologicamente perfeitos para escrever sobre temas relacionados à filosofia, cria universos de paixão e sensualidade quando escreve sobre o amor, demonstra uma visão vanguardista ao tratar sobre a ecologia, elabora trovas e sonetos com rara maestria e musicalidade e traz toda sua sensibilidade ao transformar em poesia temas sociais tão difíceis e complexos como os que afligem nosso tempo.
Conhecer a obra deste tão talentoso poeta traz, para todos nós, uma nova dimensão do que é a poesia e da sua importância na reconstrução de uma Humanidade tão dilacerada e esquecida neste mundo que parece caminhar para um isolamento cada vez maior dos indivíduos. Ler a obra magnífica e exuberante de Roberto Acruche nos traz um compromisso com a vida e com as relações sociais que vai muito além das meras frivolidades que nos cercam, trazendo-nos para uma atmosfera de reflexão e lirismo.
Outra característica fascinante da obra deste nobre vulto das artes literárias é sua capacidade infinita de associar sua cultura acadêmica com a cultura popular, criando um caleidoscópio de magia e sabedoria que torna a sua obra única. Esta união é uma façanha conseguida por pouquíssimos escritores, de privilegiada capacidade e inteligência, e Roberto Acruche está incluso neste grupo seleto.
Não quero mais ocupar o precioso tempo que temos para usufruir dos textos grandiosos presentes nesta exposição. Finalizo afirmando que Roberto Pinheiro Acruche, além de ser humano exemplar e fraterno, é um presente para todos nós que amamos a poesia. A vida torna-se mais bela, o futuro mais promissor e o amor mais presente quando lemos a obra deste grande poeta que, assim como um pássaro, voa pelos céus da arte e nos inspira a planar embalados pelos ventos de uma poesia brilhante como o Sol de cada dia.
Muito obrigado.


Carlos Augusto Souto de Alencar

0 comentários:

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online