ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

RITA - POEMA



Rita

Você era tão bonita...

De uma beleza sem igual.

Eu, como tal,

Encantado com a sua silhueta

Retratava na memória

Você vestida de azul...

De um azul que cintilava

Como o céu na sua mais fascinante imagem.

Lembro-me ainda de quanta bobagem

O tempo que desperdicei

Por não ter coragem

De revelar pra você a minha fascinação.

Não mereço perdão!

Devia castigar-me

Por ter sido tão covarde.

Talvez fosse a idade

Talvez a timidez

Só sei que a perdi de vez

Perdi você Rita, que era tão bonita,

Pra alguém que sequer merecia o seu olhar.

E você olhou

Apaixonou-se

Entregou-se

E se acabou na desventura

Acreditando naquela criatura

Que não soube amá-la

Não soube respeitá-la

Acabando por entregá-la

Ao desgraçado mundo da ilusão.

Dói-me o coração

De vê-la tão descuidada

Desiludida, acabada, desfigurada,

Como não existisse mais nada...

Ou razão pra viver.

Ah! Rita, você era tão bonita!...

Roberto P. Acruche

0 comentários:

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online