ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

RESULTADO DOS II JOGOS FLORAIS DE SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA - CONCURSO DE TROVAS DE ÂMBITO NACIONAL E ESTADUAL

II JOGOS FLORAIS DE SÃO FRANCISCO DE ITABAPONA-RJ

RESULTADO DO CONCURSO DE TROVAS – ÂMBITO NACIONAL – TEMA CRIANÇA.

VENCEDORAS POR ORDEM ALFABÉTICA:

Da criança sem afeto

ao homem de sonhos vãos,

meu brinquedo predileto

sempre esteve em outras mãos!

ARLINDO TADEU HAGEN – MG

Crianças de rua, à espera

de que o porvir lhes sorria,

semeiam grãos de quimera

nos campos da fantasia...

DARLY O. BARROS-SP

No olhar puro da criança,

onde repousa a inocência,

o amor dorme em segurança

e os anjos têm residência!

HERON PATRÍCIO – SP

Cuidado, esposa e marido,

nessas brigas conjugais,

porque o casal sai ferido

e as crianças... muito mais!

JOSÉ OUVERNEY-SP

A criança pobre insiste...

olha a estátua e não sossega...

e ao ver seus olhos, diz, triste:

-Que pena...a justiça é cega!

THEREZINHA DIEGUEZ BRISOLLA-SP

MENÇÃO HONROSA POR ORDEM ALFABÉTICA:

No instante em que é concebida,

entra na história a criança.

Negar-lhe o direito à vida

é um crime contra a esperança!

A. A. DE ASSIS –PR

Refúgio manso de outrora

onde eu sonhava, em criança,

o teu colo, mãe, agora,

é somente uma lembrança!

ALMIRA GUARACY REBELO-MG

Sem dúvida, em toda parte,

Naturalmente, não cansa:

Brinca, grita, ri, faz arte...

-criança é sempre criança!

ROBERTO RESENDE VILELA-MG

Todas elas descuidadas,

crianças a cirandar,

são destinos de mãos dadas

que a vida vai separar.

SEBAS SUNDFELD-SP


Na inocência de criança,

muitos sonhos eu tecia,

com os fios da esperança

e as cores da fantasia.

WANDA DE PAULA MOURTHÉ-MG

MENÇÃO ESPECIAL POR ORDEM ALFABÉTICA:

O meu EU sofreu mudança,

uma mudança sem fim.

Só não mudou a criança

que eu fui e que vive em mim!

ADMAR MACÊDO-RN

Afirmo com segurança:

as lições que marcam mais

a vida de uma criança,

são os exemplos dos pais!...

JOSÉ TAVARES DE LIMA-MG

Nos meus tempos de criança,

construí reinos sem fim...

Hoje é um reino de lembrança

que reina dentro de mim!

MARIA DE FÁTIMA SOARES DE OLIVEIRA-MG

Meu relicário encontrei...

e havia tanta lembrança

que, entre relíquias, achei

os meus sonhos de criança!!!

EDUARDO A. O. TOLEDO


Criança, pingo de gente,

que nos encanta e seduz;

É sempre uma chama ardente

enchendo a casa de luz...

AMAELA TAVARES DA SILVA-MG

RESULTADO DOS II JOGOS FLORAIS DE SÃO FRANCISCO DE ITABPOANA – ÂMBITO ESTADUAL – RIO DE JANEIRO

TEMA: VENTO - L/F

VENCEDORAS POR ORDEM ALFABÉTICA

Não há erro ou exagero,

vento, uivando, sem guarida,

é o grito de desespero

da natureza agredida

ALMERINDA F. LIPORADE- Rio de Janeiro

Anos contados de espera,

nem assim você voltou,

tanta saudade quimera

que o vento já dispersou!

DIRCE MONTECHIARI – Nova Friburgo

Senhor da calma e tormento,

do tempo bom, do que chove,

é pelas asas do vento,

que a natureza se move!

EDERSON CARDOSO DE LIMA – Niterói

Não importa eu me algemar

às grades dos sentimentos...

Quem ama aprende a voar

na liberdade dos ventos!

EDMAR JAPIASSÚ MAIA – Rio de Janeiro

Quando o vento, aos meus ouvidos,

sopra as palmas do coqueiro,

pareço ouvir os gemidos

das dores do mundo inteiro.

RENATO ALVES – Rio de Janeiro

MENÇÃO HONROSA POR ORDEM ALFABÉTICA

Te amo tanto, ninguém nega,

e o vento me causa ciúme

pois ele sempre carrega

junto dele o teu perfume.

CARLOS AUGUSTO SOUTO DE ALENCAR – Campos dos Goytacazes

Enquanto meu pensamento

recorda a felicidade,

lá fora a canção do vento

embala a minha saudade.

JOÃO COSTA – Saquarema

Você foi brisa envolvente,

pelo bem que me fazia...

Hoje, ao partir de repente,

mais que vento, é ventania!

JOÃO FREIRE FILHO – Rio de Janeiro

Que dera que os pensamentos

pudessem ser, de verdade,

sempre livres como os ventos,

arejando a humanidade.

SANDRO PEREIRA REBEL – Niterói

O vento, com peraltice,

leva folhas pelo espaço.

Que bom se um dia o sentisse

levando as preces que faço...

RUTH FARÁH NASCIF – Cantagalo

MENÇÃO ESPECIAL POR ORDEM ALFABÉTICA

A saudade é como o vento.

Não sabemos de onde vem.

Sopra em nosso pensamento

quando lembramos de alguém.

ABÍLIO KAC – Rio de Janeiro

Parece que a mão do VENTO

empurra os passos da hora

e apressa o triste momento

em que a gente vai embora...

HEMOCLYDES S. FRANCO - Rio de Janeiro

Repare na voz do vento,

tem um som especial,

expressa seu sentimento:

vai, da brisa, ao vendaval!!!

ALBA HELENA CORRÊA – Niterói

Quem passa a vida ao relento

e se entrega ao deus dará

joga a própria vida ao vento,

não sabe o fim que terá!

THEREZINHA TAVARES – Nova Friburgo

Na febre do meu tormento

cresce mais o meu ciúme,

quando imagino que o vento

leva aos outros teu perfume.

GILVAN CARNEIRO DA SILVA – São Gonçalo

TEMA: PULGA – HUMORÍSTICA

VENCEDORAS POR ORDEM ALFABÉTICA

Esnobe e em tom de bravata,

diz a pulga, dessa vez,

que mudou do vira-lata

pra morar num pequinês!

EDMAR JAPIASSÚ MAIA – Rio de Janeiro

À pulguinha apaixonada,

promete o pulgão infame

amor eterno e morada

em cachorro de madame.

JOÃO COSTA – Saquarema

Se a pulga valesse tanto

no mercado monetário,

meu amigo, eu te garanto

meu cão era milionário.

JOSÉ MOREIRA MONTEIRO – Bom Jardim

Um chimpanzé – que se julga

¨expert¨ em bichos – garante

já ter visto muita pulga

encarando um elefante!!!

MARIA MADALENA FERREIRA – Magé

O “pulgo” ficou cismando

quando viu, pelo caminho,

sua pulga passeando

no cachorro do vizinho...

RENATO ALVES – Rio de Janeiro

MENÇÃO HONROSA POR ORDEM ALFABÉTICA

Casamento foi desfeito,

da pulga com o pulgão.

brigas e muito despeito...

até mudaram de cão!

DIRCE MONTECHIARI – Nova Friburgo

A pulga é sempre um perigo!

Causa furor, eu bem sei...

no paletó de um mendigo,

ou na cueca de um rei...

GILVAN CARNEIRO DA SILVA – São Gonçalo

A pulga e o “pulgo” a brigar...

Foi enorme a confusão!

A pulga deixou o lar

e... foi morar noutro cão!

RENATO ALVES – Rio de Janeiro

Num desespero danado,

pelo quarto deita e rola.

Um coça-coça engraçado:

-Com pulga na camisola...

DIAMANTINO FERREIRA – Campos dos Goytacazes

A pulga ficou doente,

com o sangue aferventado,

ao morder cachorro quente,

ficou com beiço empolado...

AILSON CARDOSO DE OLIVEIRA - Magé


MENÇÃO ESPECIAL POR ORDEM ALFABÉTICA

Diz, a pulga, saltitante:

Vou pegar a condução,

Chego, à festa, num instante,

Vou, de carona, num cão!!!

ALBA HELENA CORRÊA - Niterói


Com a pulga atrás da orelha

e muito desconfiada...

a minha sogra, uma”abelha”,

me deu uma forte picada!

CARLOS ALBERTO DE CARVALHO – São Gonçalo

Pôs o cachorro no chão

depois saiu rebolando...

Não podia por a mão

onde a pulga estava andando

GILVAN CARNEIRO DA SILVA – S. Gonçalo

-Ufa, escapei por um triz!

Disse a pulga apavorada:

-Por que esse cão infeliz,

se coça tanto por nada?

JESSÉ NASCIMENTO- Angra dos Reis


Indo ao baile lá na roça,

me senti meio doidão:

ora as pulgas da palhoça,

ora o efeito do quentão!

RUTH FARAH NASCIF – Cantagalo

0 comentários:

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online