ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

POEMA - "INCERTEZA"

INCERTEZA

Ouço a tua voz dizer que me ama,
e nesse momento
o meu coração desabrocha
como uma flor na alegria da primavera...
Mas não é o que dizem os teus lábios
bonitos, sedutores,
no instante que te beijo, sedento de desejo,
louco de paixão em busca do teu amor!
E nesse momento,
meu coração despedaça
como uma flor que deixa cair suas pétalas
nas transformações
provocadas pelo outono...
Continuo ouvindo a tua voz
e buscando nela,
a afirmação de uma paixão
que devia ser de nós dois.
Mas não é
o que diz o teu olhar
quando busco nos teus lindos olhos
a resposta que anseio
e vejo-o distante, inconstante, gelado!
E nesse instante
o meu coração é cortado pela lâmina fria
do mais rigoroso inverno...
Ainda não convencido,
mesmo entristecido,
quase que enlouquecido,
vou buscar nos teus gestos,
nos teus braços, nos teus abraços
o calor do verão que aquece a minha’lma
agitada pelo pulsar fervoroso do coração...
O que encontro,
é uma tempestade
com rajadas de ventos,
raios, acompanhados
do infernal barulho do trovão,
seguido de uma chuva fria
que me molha o peito
e me deixa desfeito,
abalado, frustrado, deprimido,
por não encontrar
em qualquer outro sentido,
o que me diz a tua voz!...

Roberto P. Acruche

0 comentários:

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online