ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

POEMA "FLOR" PREMIADO EM MAGÉ-RJ

FLOR

Encontrei um jardim tão florido, tão bonito,
que me senti extasiado, perdido, encantado
diante de tanta realeza.
Cheguei a duvidar da certeza e pensar que estava vivendo um sonho!
Era uma realidade esplendorosa!
Um mundo de rosas, violetas, dálias, orquídeas...
Impossível contemplar apenas sem que tocasse cada flor, sentisse seu aroma e afogasse na sua fragrância.
Senti-me poeta por estar como tal, tomado pela sensibilidade e entender porque falam das flores; e até comparam a sua formosura com a beleza do amor.
A flor sem dúvida é a culminância da arte, a obra prima divina, a perfeição!
Impossível evitar a emoção...
Inevitável sair da razão e não se aprofundar no mundo da fantasia!
Transportei-me então, a esse paraíso encantado, e enamorado declarei minha fascinação a cada uma...
-Flor amarela, como é bela...
-Rosas, como são formosas...
-Flor vermelha, as outras em ti espelhas!
-As matizadas como são amadas...
-Flores azuis, tua beleza reluz!
-Flor negra, quanta nobreza!
-Flor branca que tanto me encanta...
-Flor lilás... Ah!... Flor lilás...
Quanta saudade me traz!

Roberto P. Acruche

0 comentários:

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online